Programa Educativo

É muito comum, no caso da criança com Autismo, a utilização de modelos de atendimento multi ou interdisciplinares. Infelizmente, estes modelos reforçam uma das principais características do Transtorno, que é a dificuldade de generalização, aumentando ainda o tempo de investimento na criação dos vínculos com cada profissional. Uma vez que a criança com autismo possui problemas de interação, estes modelos se mostram menos produtivos. Esse é um dos principais motivos por que o CRADD opta pela intervenção educativa utilizando-se do TEACCH como ferramenta principal.

O TEACCH, ou The Treatment and Education of Autistic and related Communication handicapped CHildren (Tratamento e Educação para Autistas e Crianças com déficits relacionados à Comunicação)  é um programa que envolve as esferas de atendimento educacional e clínico, desenvolvendo formas de ajudar as pessoas com autismo a funcionar inseridos na cultura à sua volta.

Nosso objetivo mais importante é que nossos alunos percebam que existem padrões no universo, e que eles podem identificá-los e segui-los, independente da presença de um professor ou de um adulto familiar. Apesar dos professores ou terapeutas serem aqueles que propiciam a seus alunos a obtenção deste objetivo, queremos como resultado final, que os alunos com autismo sejam capazes de atuar sem a supervisão intensiva de um professor, pela simples razão que a nossa cultura não proporciona recursos para a existência de professores pela vida toda. Conseqüentemente, ensiná-lo a dar sentido e ordem a seu mundo é um reflexo prático do objetivo geral de ajudar o aluno a se inserir em nossa cultura quando adulto. Além disso, procuramos estabelecer conexões com conteúdo pedagógico pertinente a cada um, que facilita e aumenta suas possibilidades de inclusão.

Com dez anos de trabalho nesta direção, O CRADD  utiliza o programa educativo baseado neste modelo, que tem sido extremamente bem sucedido em atingir o objetivo em questão.

 

Oficina Profissionalizante

As atividades da oficina profissionalizante tem como objetivo estimular, ensinar e treinar habilidades que se tornam competências a fim de oportunizar a execução do processo adquirido de forma independente. As peças confeccionadas são vendidas e a renda é revertida ao artesão. As oficinas são: mosaico, pintura em tecido e cartões de Natal.

 

   

Livro do mês

 

Há dois anos, inserimos na UE (Unidade de Experiência) um livro de história. O objetivo desse trabalho é justamente possibilitar aos alunos o contato com contação, representação e simbolização de uma história. A oficina psicopedagógica cria materiais concretos sobre o tema trabalhado, além dos temas transversais que surgem durante a contação. Com isso, aumentamos as possibilidades do pensamento simbólico, mesmo que de forma estruturada.

Hoje, os alunos aguardam ansiosos o dia da contação!